4 dicas de educação financeira para os filhos

O aperto no peito já começa na hora que recebemos a notícia: vamos ter um bebê! Quem é mãe ou pai sabe muito bem como é se preocupar com a vida financeira dos filhos e ter a responsabilidade de guiar a família para um futuro melhor.

Mas além da responsabilidade dos pais, também é muito importante educar os filhos sobre o valor do dinheiro. Muitas crianças crescem sem ter nenhuma noção da importância de economizar e investir, e por isso, muitos sofrem durante a adolescência e vida adulta. Para ajudá-los a encontrar a tranquilidade nas finanças, confira as dicas abaixo.

1. Comece de maneira simples. Ensine a criança a cuidar dos brinquedos, roupas e comidas.
Um sinal preocupante é ver que a criança destrói os brinquedos muito rapidamente. Isso é um sinal grave de que ela não vê valor neles, e pior ainda, o quanto custa comprar um brinquedo daqueles. É importante explicar que tudo o que a criança tem deve ser tratado com carinho e cuidado.

2. Ensine que o cartão de crédito não é infinito.
Muitas crianças entendem que o dinheiro em cédulas e as moedas acabam. Elas veem o dinheiro trocar de mãos e entendem o processo, pois o dinheiro não volta para os pais.

O problema é explicar para uma criança como funciona o cartão. Na cabeça da criança, o que aconteceu foi: meus pais mostraram o cartão, apertaram alguns botões e eu ganhei alguma coisa. Deixe claro que para conseguir abrir a carteira, horas de trabalho foram necessárias.

3. Faça a criança realizar pequenas ações para ganhar algo.
Seu filho quer algo e você vai comprar? Aproveite para fazer um pequeno joguinho para explicar como o mundo funciona. Antes de comprar um brinquedo, peça para a criança dar uma arrumada no quarto, por exemplo. Assim ela entende que o trabalho gera a oportunidade de comprar as coisas. Mas tome cuidado para que a criança não manipule você e faça esse ritual de arrumar o quarto ser uma oportunidade para pedir algo novo todo dia!

4. Faça as crianças pagarem por algumas coisas
Quase toda criança passa por um período de mesada. Uma sugestão é dar uma mesada a partir dos 8 anos de idade, com 1 real por idade num período semanal. Se seu filho tem 8 anos, ele ganhará 8 reais por semana, por exemplo.

A partir desse valor, ensine a criança a fazer suas escolhas – comprar algo hoje ou poupar para algo maior no futuro. Mas, principalmente, mostre a importância de poupar o dinheiro e não o gastar todo de uma vez só.

3 comentários em “4 dicas de educação financeira para os filhos”

Postar um novo comentário