Gastos para levar em consideração na hora de comprar seu carro

Confira os gastos que você deve considerar para manter seu carro sempre em dia.

Fique de olho nessa matéria e não se esqueça de manter seu querido companheiro de estradas com tudo quitado. Caso contrário, podem pintar surpresas desagradáveis por aí: as multas. Vamos à lista dos principais gastos?

1 – IPVA
Não tem como fugir do implacável IPVA – ou Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores. Um gasto que varia dependendo do modelo do seu veículo, do ano e do estado que você vive. Quem é pego sem quitá-lo, pode ser multado e ter o veículo apreendido até o pagamento. E o pior: eles cobram a diária do local de apreensão. Não é fácil, né? Então muita atenção nele. Seus boletos dão a opção de pagar entre janeiro e março ou até a vista com desconto.

2 – DPVAT
Outro seguro obrigatório é o DPVAT. Ele deve ser pago junto com o boleto do IPVA, logo no início do ano. Ele foi criado para amparar vítimas de acidentes de trânsito. Então é outro gasto para você marcar no caderno, ok?

3 – LICENCIAMENTO
O licenciamento é obrigatório e tão importante quanto os outros citados acima. Afinal, ele é o documento que comprova que o veículo está em condições de circular pelas ruas. O preço varia entre os estados e não pagá-lo pode gerar dores de cabeças.

4 – SEGURO
Com as obrigações quitadas é hora de pensar na segurança do seu veículo. Por isso, um seguro é essencial para quem quer ficar tranquilo contra os imprevistos. Esse investimento é mais um caso em que o valor pode variar muito – valor do veículo, perfil do motorista, entre outros aspectos – neste caso, vale a pena pesquisar e simular até encontrar o melhor custo-benefício para você.

5 – COMBUSTÍVEL
Outro valor inevitável a ser investido é o combustível, é claro. Quanto mais você precisa do veículo, mais gastos terá com esse quesito. Por isso, sempre é válido pesquisar qual é o carro que combina mais com o seu perfil de motorista e não sair perdendo com gastos excessivos.

6 – REVISÃO E MANUTENÇÃO
Quando o veículo é novo, o ideal é que as revisões sejam feitas em concessionárias para assim garantir o seguro oferecido pela montadora. Isso pode significar mais gastos com carro, mas é bom ter em mente que é por um bom motivo e é uma maneira de evitar mais gastos no futuro.
A manutenção também acontece vez ou outra, evidenciando a necessidade de trocar o óleo, filtro do ar, pastilha de freios e outros pontos.

Outros gastos a se considerar:
Limpeza do veículo; custos com garagem e estacionamento; eventuais multas; trocas de peças obsoletas do automóvel; pedágios e troca de óleo.

Coloque tudo na ponta do lápis e faça seu planejamento. Assim suas finanças ficam em dia e o seu bolso não sofre surpresas desnecessárias. 😉

Postar um novo comentário