Selic mais baixa da história não significa queda nos juros dos financiamentos

Taxa de 3% é apenas referencial. Juros praticados pelos bancos são, geralmente, muito mais altos

No começo do mês, o Banco Central decidiu cortar a taxa básica de juros, a SELIC, em 0,75%. Ela passou de 3,75% para 3% ao ano, e muita gente deve ter se perguntado se os financiamentos bancários para veículos iriam ficar mais baratos, mas essa não é a lógica do Sistema Financeiro. Isso porque a SELIC é uma taxa referencial e não representa os juros que são cobrados dos consumidores. Os bancos, por exemplo, têm liberdade para definir as taxas que serão aplicadas em suas operações, desde que não sejam abusivas e estejam em conformidade com a legislação federal. Na verdade, em tempos de crise, como a que estamos vivendo, quanto maior o risco da inadimplência, mais restritivo e caro fica o crédito.

Além de funcionar como referência para contratos e investimentos, corrigidos por ela, a SELIC é um instrumento do Banco Central para controle da inflação. A ideia é que, se o consumo estiver muito alto, aumentam-se os juros e, com isso, o consumo é desestimulado, já que o crédito fica mais caro, e a inflação é controlada. Os juros de mercado não acompanham a SELIC, especialmente na queda, porque os bancos incluem em suas taxas o risco de calote, despesas administrativas e, claro, sua margem de lucro, também chamada de Spread.

Consórcio é a melhor alternativa

Como já foi destacado aqui no blog, em abril, mesmo com tendência de queda da SELIC, em meio à pandemia do Coronavírus, muitos bancos resolveram restringir o crédito e aumentaram as taxas de juros para concessão de créditos para financiamentos de veículos (carro, moto ou caminhão).

Por isso, o consórcio continua sendo uma excelente alternativa. Primeiro porque não há cobrança de juros. Além disso, não é exigida comprovação de renda para aderir ao sistema e há muitas opções de planos com parcelas que, certamente, cabem no seu bolso.

Procure quem entende do assunto

Na hora de comprar a sua cota de consórcio, feche negócio com quem entende do assunto. A Disal já vendeu mais de 1 milhão de cotas em quase 30 anos de existência. São 240 concessionárias e mais de 500 pontos de venda.

Faça uma simulação e planeje a compra do seu veículo novo!

Postar um novo comentário